De olho no futuro


Dá para sentir que o deputado Marcelo Castro, agora Ministro da Saúde, voltou a tomar gosto pela política e, nessa condição, emite sinais de que pretende seguir adiante, postulando, por exemplo, o que foi obrigado a abortar em 2014, a candidatura ao governo do Estado.

Marcelo tinha avisado que desistiria de uma nova disputa para deputado federal chegando a liberar, inclusive, os seus principais cabos e currais eleitorais. Empossado ministro, certamente acreditando que com o tamanho do orçamento (R$ 121 bilhões) poderá fazer milagres do convencimento ao eleitor, o deputado agora dá uma guinada à frente, buscando novos espaços na política do Piauí. Em uma linha de atuação, conversa com o governador Wellington Dias, de quem pretende mais espaço para o seu grupo político, usando como escudo o seu partido, o PMDB, que, ao final das contas não votou em Wellington para governador.

Mais ainda: os deputados que Marcelo pretende prestigiar também não votaram no governador eleito, o que confirma a lógica de que o exército da invasão não é o mesmo da ocupação. Marcelo quer ser o gestor da saúde do Piauí, desde lógico, que emplaque o substituto de Francisco Costa na secretaria (de preferência o irmão, Flávio).

Daí executa seu projeto grandioso de poder, deixando antever que quer o lugar de Wellington Dias, em 2018. Agindo assim Marcelo deixa o governador num dilema: se não abrir espaço para o PMDB não conseguirá ter os benefícios extras do ministro da Saúde. Se entrar na jogada de Marcelo o governador pode ter criado o adversário à altura para enfrentá-lo em 2018.

Fonte: Portal AZ

De olho no futuro De olho no futuro Reviewed by Redação on 19:07 Rating: 5

Nenhum comentário:

Imagens de tema por Jason Morrow. Tecnologia do Blogger.