“Cemitério” de postes da Eletrobrás acumula lixo e focos do mosquito Aedes Aegypti


Um verdadeiro “cemitério” de postes de energia elétrica de responsabilidade da Eletrobrás Piauí tem se estabelecido em frente ao prédio da companhia no Bairro São José, a poucos metros do rio Parnaíba. Um amontoado de postes quebrados e em desuso foi abandonado em um terreno baldio e não há nenhuma espécie de cuidado ou inspeção.


Para piorar a situação, lixos também passaram a ser descartados no local e, com o início do período chuvoso, várias poças de água começam a se acumular nas cavidades dos postes, servindo de habitat para o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya. Recentes pesquisas médicas sugerem também que o mosquito estaria associado a grande incidência de casos de microcefalia no Brasil, fato que exige cuidados redobrados e medidas eficazes da sociedade e do poder público no combate ao mosquito.


Carlson Pessoa criticou duramente a ineficiência do município quanto a fiscalização e a falta de campanhas contra essas doenças. “O Brasil está em alerta quanto a esse mosquito tão perigoso e transmissor de tantas doenças, mas em Parnaíba não existem campanhas para prevenir a infestação do mosquito. O que a Eletrobrás está fazendo aqui nessa região é um absurdo, uma total negligência com a saúde pública”, afirma.



Por Luzia Paula. Fotos: Gleitowney Miranda / Ascom
“Cemitério” de postes da Eletrobrás acumula lixo e focos do mosquito Aedes Aegypti “Cemitério” de postes da Eletrobrás acumula lixo e focos do mosquito Aedes Aegypti Reviewed by Redação on 20:44 Rating: 5

Nenhum comentário:

Imagens de tema por Jason Morrow. Tecnologia do Blogger.