Professores deliberam em Assembleia Geral pela suspensão da Greve

Diante da acusação da ilegalidade, os professores deliberaram pela suspensão da greve até o final do período 2016.1.

A categoria docente da UESPI, em conjunto com os demais membros da comunidade acadêmica, decidiram hoje (23), em Assembleia Geral pela suspensão das atividades de greve. Após ser comunicada oficialmente pelo Tribunal de Justiça, na manhã do dia 22 de junho, sobre a "ilegalidade" do movimento paredista - declarada ilegal pela Justiça com ajuda do governo do Wellington Dias (PT) -, a ADCESP convocou uma nova assembleia geral, para traçar os rumos do movimento docente. Diante da acusação da ilegalidade, os professores deliberaram pela suspensão da greve até o final do período 2016.1.

Durante a Assembleia, a categoria  debateu sobre o descaso do governo, que além de deslegitimar a luta docente, ignora pautas importantes para a qualidade do exercício da profissão dentro da universidade. Não houve negociação de pautas específicas dos professores, como o reajuste salarial anual da categoria (há três anos o salário dos professores da Uespi não passou por nenhum reajuste) e o pagamento total dos retroativos, promoções, progressões e mudanças de nível, descumpridos pelo governo do Estado desde agosto de 2015.

No entanto, o movimento docente também avalia a greve como positiva e histórica. As conquistas que foram trazidas nesses 66 dias de mobilização, através de manifestações de rua e ocupações na Assembleia Legislativa, no Palácio de Karnak e nas Câmaras Municipais, impulsionadas pela força do movimento estudantil e de uma categoria unificada também com técnicos administrativos; fazem dessa greve uma das mais efetivas, educativas e construtivas da história da Uespi.

Vale lembram também que força da greve gerada pelos campi do interior emanou em um sentimento de pertencimento da Uespi enquanto uma universidade do Piauí, que deve ser defendida e considerada como um patrimônio do povo e da Educação piauiense.

A ADCESP reconhece os ganhos dessa forte mobilização em 2016, mas não esquece de considerar a situação atual e histórica de precarização da UESPI e seus reflexos no funcionamento cotidiano da universidade. Os/As professores(as), mesmo suspendendo a greve nesta quinta-feira (23), decidiram que as aulas de 2016.2 só estarão garantidas quando o restante das reivindicações forem atendidas, e todos os prazos dados pelo governo do estado forem cumpridos.

Fonte: ADCESP
Professores deliberam em Assembleia Geral pela suspensão da Greve Professores deliberam em Assembleia Geral pela suspensão da Greve Reviewed by Redação on 16:45 Rating: 5

Nenhum comentário:

Imagens de tema por Jason Morrow. Tecnologia do Blogger.