Maranhão receberá investimentos de R$ 7 bi. Enquanto isso no Piauí 13 mil postos de serviços foram fechados

“Receberemos até o final de 2018 investimentos de R$ 7 bilhões. Esse número tende a aumentar, pois na Secretaria de Indústria, Comércio e Energia temos outros projetos em andamento”.  Afirmou o Secretário da Indústria e Comércio do Maranhão.


Enquanto isso no Piauí, o governador petista Welington Dias anunciou que quase 50 empresas se instalariam em 2016, gerando cerca de 15 mil empregos. Na época foi divulgado que os investimentos chegariam a R$ 5 bilhões. No entanto o Estado fechou 13.516 postos de trabalho em 2016. E a previsão de instalação das 50 empresas não se concretizou.

Em agosto de 2016, enquanto o Estado do Piauí passava pelo período mais conturbado da crise econômica que assola o país desde meados de 2014, o Governador Welington Dias prestava solidariedade a então presidente Dilma Rousseff que era afastada do governo por improbidade administrativa.

2017 será um ano com duras perdas de receita para o Estado e fraquíssimos investimentos externos, uma vez que o atual governador parece estar mais preocupado em pavimentar sua reeleição em 2018. Reeleição esta muito desacreditada por especialistas em política, principalmente na região norte do estado, onde Wellington deixou a própria sorte os municípios.

Somente na cidade de Parnaíba, a 2ª maior do Estado, Wellington Dias fechou órgãos, abandonou obras iniciadas pelo Governador Zé Filho e retirou escritórios regionais. Pessoas ligadas ao governador relatam que o mesmo não digeriu a derrota para Zé Filho na cidade litorânea, que na época era administrada por Florentino Neto, também do PT, que também foi derrotado nas eleições de 2016.

Parnaíba após eleger Mão Santa, parece se encaminhar para ser o ponto de partida para a derrocada final do PT no Piauí. Após anos e anos sem investimento estadual, a cidade mostra a todas as outras que o modelo de gestão petista é obsoleto para com a coisa pública e tem por finalidade apenas a perpetuação do poder entre seus pares.

Para finalizar, deixo um dado sobre o vizinho estado do Maranhão. Em 2017 nosso vizinho receberá investimentos na ordem de R$ 300 milhões, sendo R$ 200 milhões da Raízen e R$ 100 milhões da Temape – Petrovia, em bases de distribuição de combustível no polo industrial de São Luís, uma área próxima ao Porto de Itaqui. Todo esse investimento irá dobrar o volume de combustíveis que a empresa movimenta na região compreendida por Maranhão, leste e sul do Pará, Tocantins e para o nosso maltratado Piauí. O volume hoje gira na casa de 1,2 bilhão de litros.

Por Bruno Santana
Maranhão receberá investimentos de R$ 7 bi. Enquanto isso no Piauí 13 mil postos de serviços foram fechados Maranhão receberá investimentos de R$ 7 bi. Enquanto isso no Piauí 13 mil postos de serviços foram fechados Reviewed by Redação on 11:29 Rating: 5

Nenhum comentário:

Imagens de tema por Jason Morrow. Tecnologia do Blogger.