Após dois anos: acusado de ser mentor de estupro coletivo vai a júri popular

Adão José Silva Sousa foi preso em 2015

Adão José Silva Sousa, acusado de ser o mentor do estupro coletivo ocorrido no município de Castelo do Piauí, onde quatro adolescentes foram vítimas e uma delas acabou morrendo, vai a júri popular após dois anos e quatro meses do crime.

Ele apontado como autor do estupro e agressões com quatro menores, um deles morto no Centro Educacional Masculino por seus comparsas após a apreensão. Adão é apontado o líder do grupo cujo crime, cometido no dia 27 de maio de 2015 e que chocou todo Brasil. 

Adão foi pronunciado pelo juiz da comarca de Castelo do Piauí, Leonardo Brasileiro, em quatro crimes: porte ilegal de arma de fogo, estupro, homicídio e corrupção de menores. 

O juiz resolveu mantê-lo preso para garantir a ordem pública, pelo fato de Adão ter ameaçado as vítimas, além de já ser foragido por outros crimes. O acusado vai ser julgado por sete pessoas que ainda serão escolhidas.

Fonte: 180 Graus
Após dois anos: acusado de ser mentor de estupro coletivo vai a júri popular Após dois anos: acusado de ser mentor de estupro coletivo vai a júri popular Reviewed by Redação on 21:42 Rating: 5

Nenhum comentário:

Imagens de tema por Jason Morrow. Tecnologia do Blogger.